AS 10 MELHORES CIDADES PRA SE VIVER NO BRASIL SEGUNDO A ONU

Jornal O Povo
CONFIRA A LISTA DAS 10 MELHORES

Existem opções para quem busca educação de qualidade, emprego ou até mesmo para se aposentar e poder curtir a vida com tranquilidade

Um levantamento feito pela Organização das Nações Unidas (ONU) de dez em dez anos, revela as cidades do nosso País cujo Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é considerado muito alto – acima dos 0.8 em uma escala de 0 a 1. O índice é calculado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento em parceria como IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e a Fundação João Pinheiro, com adaptações de metodologia específicas para o Brasil – o que impede a comparação direta de índices de países com cidades brasileiras. O PNUD se utiliza dos dados do Censo do IBGE para elaborar seus cálculos.

Apesar de não medir exatamente a qualidade de vida, o índice pode ser relacionado a ela, já que aponta as cidades que tem altos índices de educação, expectativa de vida e renda. Ou seja, esse ranking pode apontar as melhores cidades para se viver no Brasil. A campeã é a cidade de São Caetano do Sul (SP), com índices de educação 0.811. A primeira capital a aparecer na pesquisa é Florianópolis (SC) que ficou na terceira posição. Nosso Estado tem três cidades entre as 10 melhores.

Conheça a lista das 10 melhores cidades brasileiras para morar

1º. São Caetano do Sul (SP)

São Caetano

Localizada na região metropolitana de São Paulo tem o 47º PIB do Brasil. Área de 15.331 quilômetros quadrados; IDHM 0.862; População 149.263; Expectativa de vida 78.2 anos.

2º. Águas de São Pedro (SP)

Águas de São Pedro

Pequena cidade situada a noroeste da Capital, é conhecida por suas águas hidrominerais de valor medicinal, tendo suas fontes naturais como alguns principais atrativos turísticos. IDHM: 0.854. População: pouco mais de 2.000 habitantes.

3ª. Florianópolis (SC)

Floripa

Capital do estado de Santa Catarina é conhecida como “A Ilha da Magia”. Seu cartão-postal é a famosa ponte Hercílio Luz e seus belos balneários. IDHM: 0.847. População 433.158 habitantes.

4º. Vitória (ES)

Vitória

Cercada pela Baia da Vitória, a cidade está localizada em uma ilha fluviomarinho e congrega dois grandes portos: Porto Vitória e Porto Tubarão, que fazem parte do maior complexo portuário do Brasil. IDHM: 0.845. População 379.526 habitantes.

5º. Balneário Camboriú – (SC)

Balneário Camboriú

Trata-se do município com a maior densidade demográfica do estado de Santa Catarina e sua estrutura de edifícios comporta aproximadamente um milhão de pessoas, marca esta frequentemente ultrapassada nas altas temporadas por turistas em buscas de suas praias belíssimas e seus equipamentos turísticos. IDHM: 0.845. Área: 46.489 quilômetros quadrados.

6º. Santos (SP)

Santos

A cidade de Santos é uma das mais antigas do País e de grande valor histórico. Possui o maior porto de mar da América Latina e seu litoral forma o jardim frontal de praia de maior extensão do mundo, de acordo com o Guinness Book – o livro dos recordes. IDHM: 0.840. População: 419.400 habitantes.

7º. Niterói (RJ)

Niterói

Antiga capital do Rio de Janeiro, Niterói é hoje um dos principais centros financeiros, comerciais e industriais do estado, sendo a 12ª entre as 100 melhores cidades brasileiras para negócios. IDHM: 0.837. População: 487.327 habitantes.

8º. Joaçaba (SC)

Joaçaba

Localizada no meio-oeste catarinense, seu território já foi objeto de disputa com o estado do Paraná. Joaçaba possui um destacado polo industrial metalomecânico, madeireiro e alimentício, além de ser um importante centro universitário. IDHM: 0.827. População: 27 mil habitantes.

9ª. Brasília (DF)

Brasília

Capital do Brasil desde 1961, a cidade é considerada um Patrimônio Mundial pela UNESCO devido ao seu conjunto arquitetônico e urbanístico concebido pelo urbanista Lúcio Costa e pelo arquiteto Oscar Niemayer. Além de Capital Nacional, Brasília é a maior cidade do mundo construída no século XX. IDHM: 0.824. População: 2.609.997 habitantes.

10ª. Curitiba (PR)

Curitiba

Internacionalmente famosa por suas inovações urbanísticas e pelo cuidado com o meio ambiente, hoje a capital do Paraná é a cidade mais rica do sul do Brasil, além de ter o menor índice de analfabetismo e a melhor qualidade na educação básica entre as capitais. IDHM: 0.823. População: 1.764.540 habitantes.