BRUSQUE SUPERA O MARINHEIRO NOS PÊNALTIS

Após cerimônia de entrega, atletas e diretores do Brusque comemoram

Equipe perdeu para o Marinheiro no tempo normal, mas venceu a disputa nas penalidades assegurando vaga na Copa do Brasil de 2020

A tradicional equipe do Brusque é pentacampeão da Copa Santa Catarina. O título da edição 2019 foi conquistado nos pênaltis, após a equipe perder no tempo normal por 1 a 0 para o Marcílio Dias. A decisão foi disputada na tarde deste domingo, no Estádio Dr. Hercílio Luz, em Itajaí.Como no primeiro jogo, em casa, o Brusque havia vencido por 2 a 1, a decisão foi para a disputa de penalidades. O Brusque converteu todas as penalidades e venceu por 4 a 2.

O título da Copa SC foi o quinto da história do Brusque na competição – os outros títulos vieram em 1992, 2008, 2010 e no ano passado, em 2018. Além disso, a conquista deste domingo dá à equipe do Vale do Itajaí uma vaga na Copa do Brasil 2020. Será a sexta vez que o Brusque vai disputar a Copa do Brasil.

Brusquenses erguem a taça pela quinta vez – Foto: Lucas Gabriel Cardoso, Brusque FC

Jogando com o apoio de sua torcida, que compareceu em bom número ao Estádio Dr. Hercílio Luz, o Marcílio Dias saiu na frente logo no início do jogo. Aos 2 minutos, em arrancada pela esquerda, o atacante David Batista recebeu em velocidade e superou dois marcadores na força física. Na entrada da área, conseguiu bater para o gol e abrir o marcador.O Marcílio continuou pressionando com muita intensidade. Na segunda etapa, com ritmo mais morno, o Brusque conseguiu equilibrar mais as ações da partida, mas não conseguiu a igualdade que poderia dar o título no tempo normal. Rodolfo, em chute de fora da área, teve uma das principais chances. Na momentos finais da partida, o Marcílio ainda chegou a ter chances de fazer o segundo gol, mas não converteu as oportunidades e viu a decisão se encaminhar para as penalidades.

LEGENDA: Brusquenses erguem a taça pela quinta vez

CRÉDITO: Lucas Gabriel Cardoso, Brusque FC

FICHA TÉCNICA

Marcílio Dias

Vitor Prada; Lito, Magrão, Maurícilio e Gilmar; Daniel Pereira, Luiz Renan, Diego Fumaça e Guilherme Pitty (Nathan Ferreira), Anderson Ligeiro e David Batista (Juliano Levak)

Técnico: Paulo Foiani

Brusque

Zé Carlos; Zé Mateus, Ianson, Cleyton e Airton; Ruan (Gustavo Henrique), Rodolfo, Thiago Alagoano, Moisés e Robert (Marco Antônio); Bambam.

Técnico: Jersinho

Arbitragem: Bráulio da Silva Machado, auxiliado por Henrique Neu Ribeiro e Alexandre de Medeiros Lodetti

Gol: David Batista (M), aos 2 minutos do primeiro tempo

Local: Estádio Dr. Hercílio Luz, em Itajaí