A inovação da gestão pública digital

Durante décadas o brasileiro precisava sair de casa, ir a uma agência bancária e ficar em longas e cansativas filas para pagar contas e transferir dinheiro. Isso mudou a partir de 1983, quando os bancos começaram a investir em sistemas informatizados.

No passado, as pessoas também iam aos Correios para enviar cartas e se comunicar com familiares e amigos. Hoje, para quem está longe ou até na mesma cidade, no mesmo bairro, você envia um e-mail ou usa algum aplicativo de comunicação, como WhattsApp ou Telegram. Indiscutivelmente, o avanço da tecnologia transformou em obsoletas ações que eram habituais para milhões de pessoas.

Aldo MeesDiretor-presidente da IPM Sistemas

Em 2018, um estudo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) sobre a América Latina indicou que o serviço burocrático com atendimento presencial pode custar até 40 vezes mais do que a realização do mesmo atendimento de forma digital. A instituição, por sinal, aconselhou os governos analisados a acabar com procedimentos desnecessários, redundantes e obsoletos, além de destinar verbas para a digitalização e o fim da burocracia. Mas no Brasil, onde 75,4% dos trâmites podem ser iniciados e concluídos pela Internet, ainda há muitas instituições governamentais que não atendem esta recomendação. E, se compararmos com os avanços no mundo privado, onde existe uma permanente preocupação em melhor atender aos seus clientes, essa mudança para melhor é mais do que justificada, até porque a gestão pública digital é uma realidade no país.

Talvez você ainda não saiba, mas em muitas cidades brasileiras situações como emitir documentos, agendar consultas médicas ou matricular os filhos nas escolas municipais são resolvidas com a qualidade e a velocidade que os tempos atuais exigem. Tarefas que passaram a ser solucionadas por meio de smartphones, tablets ou computadores pessoais conectados à internet, garantindo ao cidadão o direito de ter mais tempo livre para si mesmo, sua família e seus amigos. O que levava meses, algumas vezes anos, para ter uma solução, hoje em dia é resolvido em questão de segundos. O único arrependimento dos gestores que já entraram neste novíssimo mundo é não ter trilhado antes o caminho aberto pelos serviços digitais que proporcionam agilidade, inovação, qualidade e precisão.


Aldo MeesDiretor-presidente da IPM Sistemas

marketing@ipm.com.br