Jean Todt fala sobre recuperação de Schumacher: “Vimos a corrida em sua casa”

Jean Todt revelou que Michael Schumacher ainda gosta de assistir a Fórmula 1 e está progredindo enquanto continua sua recuperação depois do trágico acidente de esqui em 2013.

Michael Schumacher sofreu um grave acidente de esqui, em Méribel, na França, às 11h07m locais (8h07m no horário de Brasília) do dia 29 de dezembro de 2013. O alemão teve um trauma ao bater a cabeça em uma pedra e foi levado de helicóptero ao hospital Moutier, a 17 km dali, menos de dez minutos após a queda na Estação de Esqui. Posteriormente, foi removido para outro hospital, em Grenoble, sudeste da França. Segundo comunicado oficial, Schumacher estava em estado crítico e seria operado naquele mesmo dia.

Após quase três meses no hospital de Lausanne, na Suíça, Schumacher foi transferido para casa. Segundo nota de Sabine Kehm, assessora da família, o heptacampeão da Fórmula 1 apresentou progressos em seu quadro clínico e continuaria o tratamento na mansão de sua família, na pequena cidade de Gland, às margens do Lago Léman, também na Suíça, onde permanece até hoje sob um forte esquema de segurança.

O heptacampeão mundial de Fórmula 1 não foi visto em público desde então e pouco se sabe sobre sua real condição, pois a família mantém sigilo sobre sua recuperação.