Projeto do vereador Zanatta visa responsabilizar vereadores que espalharem fake news

Fake News
O vereador que descumprir, poderá ter o mandato suspenso por 30 dias

Foi aprovado na casa legislativa de Balneário Camboriú, Projeto de autoria do vereador Eduardo Zanatta (PDT), que visa responsabilizar os vereadores que disseminarem fake news

O vereador pedia a alteração no Código de Ética da Câmara de Vereadores e principalmente, acrescentar que responsabiliza os vereadores que compactuam com notícias falsas, conhecidas como fake news. “As fake news difundidas por colegas da Câmara desinformam, confundem e geram distorção de fatos para a nossa população. É preciso responsabilizar os parlamentares que realizam esse tipo de conduta”, explica o vereador.

O vereador que descumprir e difundir fake news poderá ter o mandato suspenso por 30 dias e o vereador Eduardo Zanatta não está com receio de ser suspenso e acredita que muitos outros colegas da Casa Legislativa também estão seguros e por isso, assinaram juntamente do vereador o PL.

Segundo pesquisa realizada pelo Instituto DataSenado, divulgada pela CNN, dos 78% dos brasileiros com mais de 16 anos que possuem perfil em redes sociais, 87% estão preocupados com a divulgação de notícias falsas na internet.

“Vejo que é um tema importante para a Câmara de Vereadores e para a nossa cidade, sendo uma medida de transparência e segurança para a própria Casa. O objetivo é que nós, representantes, falamos. É preciso responsabilidade, principalmente nesse momento de pandemia”, finaliza o vereador Eduardo Zanatta.

O projeto do vereador Eduardo Zanatta foi pioneiro e outros colegas já entraram em contato com o gabinete para implantarem em suas cidades, Itajaí e São Paulo estão entre os municípios que irão seguir o modelo.